1000BASE-T ou -TX? Eis a questão!

Já se enganou ao especificar o padrão Ethernet a 1 Gb/s para par trançado? O correto é 1000BASE-T ou 1000BASE-TX? Na verdade, ambos existem! Mas somente um é comercializado atualmente. Sabe qual dos dois?

Primeiro, o que eles têm em comum? Ambos especificam comunicação Ethernet a 1 Gb/s e ambos foram feitos para rodar em cabos de par trançado de quatro pares e 100 ohms de impedância, de até 100 metros (o vídeo abaixo explica melhor o porquê do limite de 100 metros).

E as semelhanças param por aí.

Enquanto o 1000BASE-T foi especificado pelo padrão IEEE 802.3ab, o 1000BASE-TX foi especificado pelo parão TIA/EIA-854.

O 1000BASE-T roda em cabos de Categoria 5e, utilizando os quatro pares, onde cada par trafega a uma velocidade de 250 Mb/s em full-duplex.

Por outro lado, o 1000BASE-TX precisa de cabos pelo menos Categoria 6 (por causa da largura de banda necessária), também utilizando os quatro pares, mas nesta tecnologia cada par trafega a 500 Mb/s em modo simplex (cada par transmite em um único sentido), embora o padrão de comunicação da interface também seja full-duplex, pois todos os transmissores funcionam ao mesmo tempo.

A ideia do 1000BASE-TX era a de permitir a fabricação de placas e interfaces mais baratas, pois cada par do cabo trafegaria em modo simplex, diferente do 1000BASE-T, que, por utilizar full-duplex a cada par, tornaria as placas mais caras.

Mas a tecnologia 1000BASE-TX acabou não vingando, ainda mais por necessitar de um tipo de cabo mais caro, o Categoria 6. Resultado: hoje temos somente o 1000BASE-T sendo utilizado, permitindo o Gigabit Ethernet em cabeamento a partir da Categoria 5e. O comitê responsável pelo 1000BASE-TX se tornou inativo há anos… Veja meu vídeo abaixo sobre este mesmo assunto:

Saiba mas sobre os nomes da interfaces Ethernet neste meu vídeo:

Nomes padrões das interfaces Ethernet

O meu curso SCE381 explica as diferenças (e semelhanças!) entre as mais utilizadas interfaces Ethernet, desde os 10 Mb/s até os 100 Gb/s.

Se achou este post útil, compartilhe, encaminhe a alguém que também possa achá-lo útil. Não deixe de se inscrever em meu canal do YouTube! Participe de meu grupo do Whatsapp e receba as novidades sobre meus artigos, vídeos e cursos. E curta minha página no Facebook!

Até a próxima!

Marcelo Barboza, RCDD, DCDC, NTS, ATS, DCS Design, Assessor CEEDA
Clarity Treinamentos
marcelo@claritytreinamentos.com.br

Sobre o autor
Marcelo Barboza, instrutor da área de cabeamento estruturado desde 2001, formado pelo Mackenzie, possui mais de 30 anos de experiência em TI, membro da BICSI e da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI, certificado pela BICSI (RCDD, DCDC e NTS), Uptime Institute (ATS) e DCPro (Data Center Specialist – Design). Instrutor autorizado para cursos selecionados da DCProfessional, Fluke Networks, Panduit e Clarity Treinamentos. Assessor para o selo de eficiência para data centers – CEEDA.

8 thoughts on “1000BASE-T ou -TX? Eis a questão!

    1. André,

      Tanto o 1000BASE-T quanto o 1000BASE-TX utilizam os 4 pares do cabo, mas de formas diferentes, a velocidades e frequências diferentes.

    1. Olá Matheus. Na verdade, 1000BASE-T e 1000BASE-TX não são tipos de cabos, e sim interfaces de rede. O tipo de interface deve estar descrito no manual técnico do equipamento (ex.: switch, placa de rede do notebook/desktop etc). A interface 1000BASE-TX só funcionará bem em um cabeamento Categoria 6 ou melhor. O outro funciona a partir do Categoria 5e.

  1. Bom dia Marcelo, tudo bem?
    Tenho uma imensa dívida sobre cabos da Furukawa, o Soho Plus e o Gigalan. Na prática existe alguma diferença?

    Analisando o datasheet vi que os dois são Gigabit mas existe uma diferença na especificação que foge ao meu conhecimento, será que poderia me explicar por favor?

    Soho Plus :GIGABIT ETHERNET, IEEE 802.3z.

    Gigalan: GIGABIT ETHERNET, IEEE 802.3ab.

    O que muda na prática, teria um ganho em desempenho com o Gigalan?

    Fontes: http://www.sohoplus.com.br/wp-content/uploads/2015/11/ET_SOHOPLUS_CABO_CAT_6.pdf

    https://www.furukawalatam.com/pt_BR/versao-et-pdf/gigalan-cat6-uutp-cmcmr

    Desde já muito obrigado, espero ter sido claro em minha questão!
    Att: Marcelo Souza

    1. Olá Marcelo, como vai?
      Não sou expert em Furukawa, mas analisando os datasheets que você postou, noto o seguinte:
      – em princípio, ambos são categoria 6, garantindo as mesmas velocidades e desempenho
      – ambos possuem Anatel
      – o gigalan tem bitola de condutor 23 AWG (mais grosso), enquanto o soho é 24 AWG (mais fino)
      – o gigalan tem classificações de flamabilidade CM e CMR, o soho tem CM e CMX
      – o gigalan apresenta certificações dos laboratórios ETL e UL
      – o gigalan cita explicitamente o suporte a POE, POE+ e 4pPOE
      Nos demais quesitos, não vi diferenças.
      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.