Taxa de ocupação em caminhos de cabos

Você sabia que há uma norma brasileira que trata dos caminhos (infraestrutura) e espaços (salas técnicas e de áreas de trabalho) para cabeamento estruturado? É a ABNT/NBR 16415 – Caminhos e espaços para cabeamento estruturado, publicada em 2015.

A NBR 16415 é uma norma muito importante para a área de cabeamento estruturado, mas mais ainda para as áreas de arquitetura e engenharia civil. Com base nela, projetistas de edifícios comerciais podem reservar espaços que serão extremamente importantes para a futura implantação do sistema de cabeamento estruturado. Se esses espaços não forem previstos desde a concepção da edificação, os sistemas de TI e comunicações que nele serão instalados poderão ficar limitados, ou onerosas reformas serão necessárias.

Um dos maiores impactos em uma edificação que não segue essa norma é a falta de espaço para a passagem de cabos de rede. “Caminho” é o nome que se dá à infraestrutura que dá suporte à passagem desses cabos. E saber estimar a quantidade de cabos que cabe em cada tipo de caminho é de extrema importância para os projetos de cabeamento. Essa estimativa faz parte do que chamamos de “cálculo da taxa de ocupação”.

Dentre outras coisas, a NBR 16415 estabelece justamente limites para taxas de ocupação. Não levar em conta essas taxas pode fazer com que  dutos ou calhas fiquem sobrecarregados, o que pode danificar os cabos e degradar o sinal de rede.

A Norma estabelece limites para a fase de projeto, para a ocupação inicial, e limites para expansões. Portanto, a taxa de ocupação é um assunto muito importante, tanto para projetistas quanto para instaladores de cabeamento estruturado.

Saiba mais sobre a taxa de ocupação e como realizar seu cálculo fazendo o novo curso rápido online SCE341. Ao final do curso, você poderá baixar um material de referência, realizar uma avaliação e, se for bem nessa avaliação, ainda receberá um certificado de conclusão!

Até a próxima!

Marcelo Barboza
Clarity Treinamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.